Crianças e jovens em violência armada organizada

  • user warning: Table './comunidade/sessions' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed query: SELECT COUNT(sid) AS count FROM sessions WHERE timestamp >= 1472180182 AND uid = 0 in /var/www/comunidadesegura.org/includes/database.mysql.inc on line 172.
  • user warning: Table './comunidade/sessions' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed query: SELECT DISTINCT u.uid, u.name, s.timestamp FROM users u INNER JOIN sessions s ON u.uid = s.uid WHERE s.timestamp >= 1472180182 AND s.uid > 0 ORDER BY s.timestamp DESC in /var/www/comunidadesegura.org/includes/database.mysql.inc on line 172.

COAV é a sigla em inglês para ‘Crianças e Jovens em Violência Armada Organizada’, termo designado por especialistas para distinguir crianças e adolescentes empregados ou participando de gangues armadas fora de guerras de um outro grupo reconhecido internacionalmente como ‘crianças soldados’.

O objetivo é alertar para o problema, que cresce em todo o mundo, conscientizar as sociedades a respeito dos motivos que levam a este envolvimento, criar políticas públicas de prevenção, evitar a perda dos direitos civis destes grupos, e não legitimar o uso da força do estado contra eles. Em todos os lugares onde se verifica o problema, os envolvidos são vítimas de exclusão, discriminação racial ou social, pobreza e dificuldade de acesso à cidadania. Sem que existam mecanismos para protegê-los e/ou resgatá-los, eles continuarão sendo empregados por grupos armados, participando da violência como vítimas e perpetradores, superlotando centros de internação juvenil, penitenciárias e cemitérios.

Alguns exemplos de jovens envolvidos com violência armada organizada são as facções do tráfico de drogas em disputa por território, as gangues de jovens que tiveram origem em conflitos sociais e étnicos na América Central, Europa, Estados Unidos e África do Sul; além de grupos de extermínio, justiceiros e ‘vigilantes’.

Desde 2003, o tema COAV vem sendo pesquisado e divulgado por uma rede de colaboradores internacionais. Nos últimos três anos, o debate sobre o assunto tem se intensificado na esfera internacional.

Saiba mais:

Bibliografia básica sobre o tema.

Kids, Guns and Gangs

Projeto elaborado por Rebeca Pérez Mellado, do Viva Rio, apresentado em Nova York em outubro de 2006, com informações aprofundadas sobre o conceito COAV, o trabalho do Viva Rio sobre o tema e a proposta de criação de uma rede internacional sobre o assunto. (em inglês)

Na biblioteca virtual:

Crianças do tráfico

Nem guerra nem paz: Comparações internacionais de Crianças e Jovens em Violência Armada Organizada.

Em outros sites:

Programa COAV e projeto COAV Cidades.

Exclusivo_gif.gif

Entrevista com Luke Dowdney: O primeiro passo para a proteção de jovens em violência armada

Pesquisa lança olhar inédito sobre meninas em violência armada no Rio de Janeiro

América Central: uma sociedade explosiva

As crianças invisíveis da Colômbia

A esperança vem a cavalo

Da intolerância à busca conjunta pela paz

A construção conjunta de uma polícia comunitária